Bem-vindo à BOL. O nosso site usa cookies e outras tecnologias para personalizar a sua experiência e compreender como você e os outros visitantes usam o nosso site.
Para ver uma lista completa das empresas que usam estes cookies e outras tecnologias e nos informar se podem ou não ser utilizadas no seu dispositivo, aceda à nossa página de política de cookies.

Concordo
Distrito Sala
Detalhe Evento
A Vida do Grande D. Quixote de la Mancha e do Gordo Sancho Pança

A Vida do Grande D. Quixote de la Mancha e do Gordo Sancho Pança

Teatro & Arte | Teatro

Casa das Artes Famalicão

Grande Auditório
Classificação Etária
Maiores de 12 anos
Bilhete Pago
A partir dos 3 anos
2019
jan
26
Realizado

Duração

100 minutos

Abertura Portas

21:30

Intervalo

Sem Intervalo.

Promotor

Município de Vila Nova de Famalicão

Breve Introdução

A Vida do Grande D. Quixote de la Mancha e do Gordo Sancho Pança
De António José da Silva

Teatro
26 de janeiro, sábado, 21:30
Grande Auditório
Entrada: 8 euros / Estudantes e Cartão Quadrilátero Cultural: 4 euros
M/12 anos
Duração: 100 minutos

Companhia de Teatro do Bolhão

A Vida do Grande D. Quixote de La Mancha e do Gordo Sancho Pança, de António José da Silva, é o primeiro de um conjunto de espetáculos que têm como fio condutor, antes de mais, o desalienar da imposição histórica das crenças dominantes, observando como elas se impõe nos nossos dias, através de uma personagem arquétipo que, em tempos de marcado utilitarismo, só por si nos espelha e questiona. Quixote, através de uma insistente e sistemática transfiguração do real - já na matriz de Cervantes mas particularizada na situação dramática do autor português - é capaz de nos questionar sobre a nossa (in)capacidade de ver para além da superfície e sobre o nosso conformismo face a realidades perspetivadas como normais (sejam elas políticas ou artísticas).
Por sua vez, num período de polarização ideológica em que a racionalidade tende a ceder a inesperadas ondas coletivas de paixão, o par principal da narrativa, desde a matriz de Cervantes, é um arquétipo do contágio entre opostos pois, ao conviverem, Sancho quixotiza-se e Dom Quixote contamina-se de realismo, estimulando, pelo exemplo, a nossa capacidade para reconhecer e aceitar a alteridade.
Apesar do olhar acutilante sobre Hoje que a peça do Judeu permite e que por nós é desejado, a primeira encenação deste ciclo visa a criação de um espetáculo bem lúdico, integrando a gravidade na graça e na leveza com que o estamos a construir.


Encenação KUNIAKI IDA
Versão Cénica ANTÓNIO CAPELO
Cenografia e Adereços CRISTÓVÃO NETO
Figurinos e Adereços de Ator CÁTIA BARROS
Luz RUI MONTEIRO
Som JOSÉ PRATA
Divulgação NUNO MATOS e RAQUEL SOUSA
Direção de Produção GLÓRIA CHEIO e PEDRO APARÍCIO
Elenco ANTÓNIO CAPELO, ÂNGELA MARQUES, BERNARDO GAVINA, CLARA GONDIM, JOÃO PAULO COSTA, PAULO CLATRÉ, MANUEL NABAIS, RUTE MIRANDA, MÁRIO SANTOS e SANDRO RODRIGUES
Cantores ALEXANDRA CALADO e ANTONY FERNANDES
Fotografia PEDRO FIGUEIREDO

-
Partilhar
Quadrilátero