Bem-vindo à BOL. O nosso site usa cookies e outras tecnologias para personalizar a sua experiência e compreender como você e os outros visitantes usam o nosso site.
Para ver uma lista completa das empresas que usam estes cookies e outras tecnologias e nos informar se podem ou não ser utilizadas no seu dispositivo, aceda à nossa página de política de cookies.

Concordo
Distrito Sala
Detalhe Evento
ORIZURO

ORIZURO

Teatro & Arte | Dança

Casa das Artes Famalicão

Pequeno Auditório
Classificação Etária
Todas as idades
Bilhete Pago
Todas as Idades
2018
dez
01
a
2018
dez
02

Próxima Sessão

01 dez 2018 11:00
Dias
Hrs
Min
Seg

Duração

45 minutos

Intervalo

Sem Intervalo.

Promotor

Município de Vila Nova de Famalicão

Breve Introdução

ORIZURO
Dança
1 e 2 de dezembro, sábado e domingo, 11:00 e 17:00
Pequeno Auditório
Entrada: 4 euros / Estudantes e Cartão Quadrilátero Cultural: 2 euros
Todas as idades
Duração: 45 minutos

Casa das Artes e Envolvente

"...aos ninhos onde a música nasce com o movimento e traçam caminhos inesperados povoados de sons e imagens."

Sinopse
Orizuro é uma viagem mundo dos pássaros. De todos os pássaros, os reais e os imaginários, os das histórias, da poesia, da música, os que nos convidam a voar, os que cantam connosco. Três intérpretes levam bebés e crianças (e com elas os adultos) aos ninhos onde a música nasce com o movimento e traçam caminhos inesperados povoados de sons e imagens.
O orizuru na cultura tradicional japonesa é um símbolo de felicidade e na segunda metade do século vinte, após a bomba de Hiroshima, tornou-se num ícone do desejo de paz. A ideia de "afinação" tem estado presente em grande parte dos trabalhos da CMT, que tem usado a expressão "tuning people, birds and flowers" para se referir à procura, através da experiência artística, da afinação das pessoas com o que as rodeia. São esses os "pássaros" que Orizuro procurará revelar. Ou construir. Vivemos num tempo que precisa da nossa atenção urgente para a necessidade de preservarmos o mundo em que vivemos. Há muitas formas de o fazer. Ensinar a olhar e escutar de forma poética é certamente uma das que faz falta e deve ser promovida desde que nascemos.

No dia 2 de dezmbro. às 18:00, conversa com a Companhia de Música Teatral e profissionais envolvidos nas experiencias e perceções do Projeto ORIZURO.


Ficha técnica e artística
Conceção e Produção: Companhia de Música Teatral
Direção Artística e Música: Paulo Maria Rodrigues
Luz e Cocriação Coreográfica: Pedro Ramos
Visuais e Interatividade: Rodrigo Carvalho
Cenário: Miguel Ferraz
Figurinos: Rita Roberto
Gestão de Recursos Educativos: Helena Rodrigues
Interpretação: Inês Silva, Rita Roberto, António Dente
Coprodução da Casa das Artes de Vila Nova de Famalicão com a Companhia de Musica Teatral

Preços

  • Sala - 4€

Descontos

  • Estudantes
  • Quadrilátero

Partilhar
Quadrilátero