Bem-vindo à BOL. O nosso site usa cookies e outras tecnologias para personalizar a sua experiência e compreender como você e os outros visitantes usam o nosso site.
Para ver uma lista completa das empresas que usam estes cookies e outras tecnologias e nos informar se podem ou não ser utilizadas no seu dispositivo, aceda à nossa página de política de cookies.

Concordo
Distrito Sala
Detalhe Evento
SOLOS | 2º Ano Curso Artes do Circo do INAC | Ensaio Sobre o Belo...

SOLOS | 2º Ano Curso Artes do Circo do INAC | Ensaio Sobre o Belo...

Teatro & Arte | Novo Circo

Casa das Artes Famalicão

Grande Auditório
Classificação Etária
Maiores de 6 anos
Bilhete Pago
A partir dos 3 anos
2018
jun
27
Realizado

Duração

65 minutos

Abertura Portas

21:10

Intervalo

Com Intervalo.

Promotor

Município de Vila Nova de Famalicão

Breve Introdução

SOLOS I 2º Ano Curso Artes do Circo do INAC I Ensaio Sobre o Belo + Liberdade Atroz
Novo circo
27 de junho, quarta-feira, 21:30
Grande Auditório
Entrada: 4 euros / Estudantes e Cartão Quadrilátero Cultural: 2 Euros
M/6 anos
Duração: 65 minutos

Coprodução do Instituto Nacional de Artes do Circo / Casa das Artes de Vila Nova de Famalicão


1º Solo
Ensaio Sobre o Belo

Belo; que tem forma ou aparência agradável, perfeita, harmoniosa. Faz despertar sentimentos de admiração, de prazer: o belo nas artes; a procura do belo. O espetáculo retrata o ensaio; a rotina de dois parceiros de trabalho, representados pela artista e seu monociclo. Já não se sabe se é o monociclo a dar vida à personagem ou se é ela que o personifica. De forma cómica e subtil são contadas as desavenças e conquistas dos dois.

Interpretação: Denise Lomelí
Duração: 25 minutos

Intervalo 15 minutos

2º Solo
Liberdade Atroz

Espetáculo de circo contemporâneo que espelha uma problemática do existencialismo, a liberdade do ser.
Através do equilíbrio sobre a corda e da dança surge um ensaio sobre a angústia do ser humano com relação ao peso da responsabilidade por ser totalmente livre. Encarando essa liberdade de escolha, o homem se angustia, pois a liberdade implica fazer escolhas que só o próprio pode tomar. O ser torna-se paralisado diante da dúvida, agir ou não agir? Dessa forma, há uma grande abstenção em fazer as escolhas necessárias o que resulta muitas vezes num adiar da existência. Porém o não agir também é uma escolha. O equilíbrio entre esses dois polos faz parte do caminho pessoal que o homem contemporâneo deve empreender e encontrar em si mesmo.

Interpretação: Douglas Guedes
Duração: 25 minutos

Partilhar
Quadrilátero